Notícias

Destino sombrio é finalista do Prêmio Açorianos 2014

17/11/2014

Destino sombrio
(Seguinte, 2013)

Passado, presente e futuro estão eternamente atados pelos laços da consequência. Um romance frustrado, uma viagem repleta de agonia, um encontro revelador. Em Destino sombrio Gildo se defronta com com seus fantasmas enquanto o suspense aumenta até o final surpreendente.

Trecho:
O motor de um carro atrai a atenção dos dois. É uma Blazer da Polícia Rodoviária Federal. O azul-escuro e as faixas laterais amarelas brilham ao sol. Estaciona bem na frente da porta de entrada. Gildo congela.
- Fez alguma coisa errada - ela pergunta ante a óbvia reação dele.
- Eu? - diz afoito.